Espuma Facial Biomas do Sul, da Cativa Natureza

Biomas do Sul

O QUE O PRODUTO PROMETE?
Fonte: 
Embalagem do produto e o site http://cativanatureza.com.br/biomas-do-sul/47-espuma-de-limpeza-facial-physalis-biomas-do-sul-organica-natural-vegana.html

A Espuma Facial Physalis Biomas do Sul é natural e orgânica e foi desenvolvida para limpeza, sendo cremosa e emoliente, rica em componentes vegetais. Esta linha possui em destaque o extrato de Araucária típico da região sul do Brasil extraído com manejo sustentável, que é retirado de sua semente, também conhecida como pinhão. Seu extrato é rico em mineraisoligoelementos, proteínas, lipídeos, cálcio, fósforo, ferro, vitamina A, vitamina B1, vitamina B3 e com alto poder antioxidante e auxilia na proteção da pele contra radiação UV.A Physalis é uma planta que apresenta forte atividade como estimulante imunológico, é um bioativo funcional devido a seus carotenoides funcionais, possui efeito antiviral contra os vírus da gripe e herpes, contém alto teor de vitaminas A, C, fósforo e ferro, além de flavonoides, alcaloides, fito esteroides. Limpa gentilmente a pele do rosto sem romper sua barreira protetora, auxiliando no equilíbrio da pele oleosa com tendência a acne. Esta linha possui em destaque o extrato de Araucária (Araucaria angustifolia) típico da região sul e algumas partes do sudeste do Brasil, extraído com manejo sustentável, pois é uma árvore de destacada importância ambiental, cultural e econômica. A árvore possui uma semente chamada de pinhão, que se forma dentro de uma pinha fechada e nos meses de maio a julho, no tardar do outono do hemisfério sul, as pinhas “estouram” ao calor do sol, espalhando os pinhões num raio de aproximadamente cinqüenta metros a partir da planta mãe. Seu extrato orgânico é rico em minerais, oligoelementos, proteínas, lipídeos, cálcio, fósforo, ferro, vitamina A, vitamina B1, vitamina B3, possui alto poder antioxidante e auxilia na proteção da pele contra radiação UV.

MODO DE USAR

Agitar antes de usar. Aplicar a espuma, massageando suavemente toda a face. Enxaguar bem.Em caso de sensibilidade ao produto, suspender o uso. Conservar em local fresco e ao abrigo da luz. Uso externo. Manter fora do alcance de crianças.

COMPOSIÇÃO

Physalis angulata extract (extrato de physalis), Matricaria chamomilla organic extract (extrato de camomila), Copaifera officinalis oil (óleo de copaíba), Cymbopogon citratus organic extract (Extrato de capim limão), Melaleuca alternifolia organic essencial oil (óleo essencial de Tea Tree / Melaleuca), Citrus sinensis organic essential oil (óleo essencial de laranja), Lavandula officinalis essential oil (óleo essencial de lavanda), Rosmarinus officinalis essential oil (óleo essencial de alecrim), decyl glucoside, disodium cocoyl glutamate, glyceryl caprilate, potassium sorbate, sodium citrate, aqua, limonene, linalool. .* Insumos orgânicos

Livre de parabenos, liberadores de formol, corantes e fragrâncias sintéticas, conservantes sintéticos e sulfatos. Possui certificação IBD Ingredientes Naturais. Produto Vegano. Não é testado em animais e sem ingredientes de origem animal. 100% Cruelty-Free

EMBALAGEM

Conteúdo 50 ml. Frasco de plástico com válvula pump, dosadora e com tampa.

Preço: R$42,90 (facilmente encontramos promoções por R$60, ou até um pouco menos)
Embalagem:
50 ml (R$0,85 por ml)

Aspectos importantes
Contém aromas sintéticos? Não
Contém corantes sintéticos? Não
Contém petroquímicos? Não
Contém transgênicos? Não informado
É orgânico? Parcialmente
É vegano? Sim

Biomas do SUl - espuma

O QUE EU ACHEI??

Esse foi um sabonete que eu consegui comprar aqui em Brasília mesmo, em um desses mercados de produtos naturais que abriram por aqui, e que eu estou muito feliz em incentivar. As opções ainda são poucas no campo de cosméticos, e nenhuma maquiagem, eles tem bem mais opções alimentícias, mas aos poucos vamos incentivando.

Embalagem: A embalagem é um pump branco do tipo que faz espuma, com tampa transparente, e o rótulo é legível, não escapa da mão molhada. O rótulo marrom contém informações técnica, validade, lote, o modo de uso, indicações, ingredientes, selos certificadores do IBD e do CCF Rabbit da Choose Cruelty-Free (Austrália). Enfim, um rótulo completo e legível.

Primeiras Impressões: Eu gosto muito de produto em espuma, pois tenho a sensação de renderem mais. Esse não é diferente. Um pump de espuma, que é levemente amarelada, é suficiente para o rosto todo.  O aroma é fresco, de mato verde, e não sei por que, mas me lembra chimarrão com limão (AMO). E não tem nenhum desses dois ingredientes no produto (a louca!). É um aroma bem gostoso, fresco e confortável.

Resultado: Essa espuma limpa bem, tira a oleosidade, e não deixa a pele repuxando nem “limpa demais”. Não faz muita espuma quando massageamos o rosto, logo, quem gosta de muita espuma não vai curtir esse produto. Mas vale lembrar que espuma não é sinal de limpeza, já que os ingredientes que produzem espuma não são os mesmos que limpam. E os fabricantes sabem da associação que nossa sociedade fez entre espuma e limpeza (marketing), e adicionam ingredientes que produzem mais espuma para conquistar essa parcela de clientes. Enfim, voltando à espuma de limpeza, na realidade é um produto que se eu quisesse, nem precisaria usar um hidratante depois, pois a sensação é de pele limpinha mas cuidada e hidratada. Mas não dispenso meu hidratante nunca. Rsrsrsrs.

Quanto à durabilidade, achei boa. Não ótima, mas boa. Costumo lavar o rosto duas vezes ao dia, pela manhã e a noite, e esse produto durou quase 50 dias. Mas tenho que dizer que existem dias em que eu não lavei a noite, pois estava maquiada e usei demaquilante + água micelar para limpar a pele. Eu uso maquiagem, quando muito, uma vez por semana. No final das contas, embora tenha gostado do produto, ele não cumpriu o que prometeu: ajudar com o tratamento da oleosidade, nem fez nada pelas espinhas (raras, mas que dão as caras de vez em quando). Então não vou renovar ele.

Gel Creme Facial Almanati para pele mista a oleosa

almanati 1

O QUE O PRODUTO PROMETE?
Fonte: 
Embalagem do produto e o site https://almanati.com.br/conheca-nossos-produtos/facial/gel-creme/

A Alamanati foi buscar no melhor da natureza elementos que estimulam os processos naturais da sua pele. Com sua fórmula 100% natural e inovadora (sem água), o Gel Creme Almanati combina aloe vera, betaína, camomila e hamamélis, que juntos promovem hidratação, controle da oleosidade, adstringência e nutrição da pele. Os óleos de damasco e calêndula, também presentes na fórmula, mantém a barreira protetora da pele, sem deixar efeito oleoso.

Características
• Produto certificado pelo IBD
• Contém propriedades hidratantes, nutritivas e adstringentes
• Promove uma barreira protetora na pele
• Ajuda a controlar a oleosidade

Indicação
Gel Creme Facial da Almanati é indicado para pele mista a oleosa.

Ingredientes

Ativos naturais:
Aloe Vera: hidratante, cicatrizante e refrescante.
Betaína: anti-inflamatória, protetora e hidratante.
Calêndula: antioxidante, cicatrizante e anti-inflamatória.
Camomila: antisséptica, relaxante e antibacteriana.
Damasco: hidratante, nutritivo e anti envelhecedor.
Girassol: nutritivo, hidratante e antioxidante.
Hamamélis: antioxidante, adstringente e tônico.
Jojoba: cicatrizante, hidratante e anti-inflamatória.

Composição: aloe barbadensis leaf extract*, hamamelis virginiana leaf extract, betaine, chamomilla recutita flower extract, glycerin, isoamyl laurate, prunus armeniaca kernel oil, aqua (water)**, cetearyl alcohol, glyceryl stearate citrate, calendula officinalis flower oil, sclerotium gum, lonicera caprifolium extract, tocopherol, lonicera japonica flower extract, xanthan gum, parfum (fragrance)***, simmondsia chinensis seed oil, sodium hydroxide, glyceryl caprylate, helianthus annuus seed oil, d-limonene***.

*Matérias-primas oriundas de produção orgânica.
**A água da composição tem origem dos conservantes naturais e do corretor de pH.
***A partir de óleos essenciais naturais.
Este produto contêm entre 66% e 90% de ingredientes biodinâmicos Demeter.

Fórmula rica em: matérias-primas naturais, matérias-primas orgânicas, ativos naturais, fragrâncias naturais e conservantes naturais.

Fórmula livre de: óleos minerais, parabenos e silicones, corante sintético, fragrância sintética, testes em animais, matérias-primas transgênicas, matérias-primas de origem animal e matérias-primas sintéticas.

Modo de Usar
Aplique o gel creme da Almanati sobre o rosto, pescoço e colo, realizando massagens suaves até a absorção total do produto. Use pela manhã e à noite.

Precaução
Havendo irritação suspenda o uso, não usar sob a pele ferida. MANTER FORA DO ALCANCE DE CRIANÇAS. Conservar em local fresco. Uso externo. Não ingerir.

Preço: R$85 (facilmente encontramos promoções por R$60, ou até um pouco menos)
Embalagem:
30 ml (R$2,83 por grama)

Aspectos importantes
Contém aromas sintéticos? Não
Contém corantes sintéticos? Não
Contém petroquímicos? Não
Contém transgênicos? Não informado
É orgânico? Parcialmente (77,5%)
É vegano? Sim

almanati 2

O QUE EU ACHEI??

Mais um produto natural brasileiro, e com muitos ingredientes orgânicos, que faz bonito.

Embalagem: A embalagem é surpreendentemente pequenina, são apenas 30g de produto, mas a qualidade é igualmente surpreendente. Feita de vidro, constatei que ela é resistente a quedas (talvez eu tenha deixado cair algumas vezes! rsrs). A caixa vem com todas as informações que julgo importante: ingredientes, modo de usar, validade e mais algumas informações sobre a marca e a produção. A tampa é branca, de plástico resistente. Dá para reaproveitar em misturinhas cosméticas tranquilo. Ou, dá para usar para guardar coisas de cozinha (depois de bem higienizada, é claro) como temperos ou algo que você precise guardar num potinho menor. Acompanha uma pazinha branca de plástico para pegarmos o creme (não se esqueça de higienizar a pazinha após cada uso, ou não faz muita diferença – é só lavar na pia mesmo. Pessoalmente não gosto desses cremes que vem com pazinha de plástico, pois ela vai virar lixo. Afinal, o que vou fazer com tanta pazinha? Então eu gostaria muito que a marca parasse de enviar essa pazinha, ou envie outro tipo, como uma pazinha de bambu ou de algum material que seja biodegradável.

Primeiras Impressões: Por ter ingredientes naturais, a minha descrição pode variar do produto que você receber, mas não acredito que a variação seja imensa, do tipo eu descrever um creme rosa e você receber um verde.

O Gel Creme Facial Almanati para peles oleosas realmente corresponde a esse nome, pois tem a aparência de um creme misturado com gel. Então ganha uma leveza e suave transparência. Tem um tom de rosa queimado ou goiaba, e o cheiro é mais neutro, nada de aromas artificiais. Não me incomodou em nada para utilizar no rosto. Ele rende MUITO, então uma quantidade mínima dá para usar no rosto todo. No meu caso, esse creme durou quase quatro meses. O que, para o tamanho do pote, é muito. Além de espalhar muito bem, ele é rapidamente absorvido pela pele. Então, passa e espalha rápido. Se demorar muito, sua pele absorve os pontos de gel creme e você não tem nada para espalhar (sério!).

Resultado: Como eu disse, a pele absorve muito rápido esse produto, mas ele não desaparece. A sensação é de estar com a pele recém molhada de banho. Uma pele fresca e até geladinha ao toque. E essa sensação permanece por uns quase 10 minutos. Eu gostei muito. Depois desse tempo, o produto desaparece e você só sente a pele hidratada. Não achei que o produto ajude com a oleosidade, mas o produto não promete isso, então tudo bem. O produto promete ser leve e não piorar a oleosidade, e isso ele cumpriu com louvor comigo. Não piorou mas também não melhorou. E acredite, não piorar já é um bônus.

Minha opinião final, é que esse é um produto que deve ser excelente para peles normais. Mas ainda não é minha escolha de hidratante facial para peles oleosas.

EDIT: Esse produto dura cerca de quatro meses se usado uma vez ao dia. Eu só usava ele pela manhã, ok?

O que é o selo “Leaping Bunny”?

LeapingBunny.jpg

Selo oficial

O selo “Leaping Bunny” ou Coelho Saltitante, em português, é um selo internacionalmente reconhecido que garante aos consumidores que nenhum teste animal foi usado no desenvolvimento do produto que o receba. É concedido pelo Leaping Bunny Program da Cruelty Free International, um grupo de proteção e defesa animal, fundada em 1898 pelo escritor irlandês e sufragista Frances Power Cobbe, como a União Britânica para a Abolição da Vivissecção.

Esse selo indica que:

  1. a companhia e seus fornecedores não financiam testes em animais;
  2. a companhia aceita ser auditada pela CICC (Coalition for Consumer Information on Cosmetics – Coalizão para informações ao consumidor sobre cosméticos) grupo formado por oito grupos de proteção animal;
  3. a companhia paga para ter a licença de usar o selo.

Este selo não representa que o produto seja vegano. Falei sobre isso aqui.

The CCIC is made up of the following organizations: American Anti-Vivisection Society; Animal Alliance of Canada; Beauty Without Cruelty, USA; Doris Day Animal League; Humane Society of Canada; The Humane Society of the United States; and the New England Anti-Vivisection Society. CCIC’s international partner is the European Coalition to End Animal Experiments.

O CCIC é composto pelas seguintes organizações: American Anti-Vivisection Society; Aliança Animal do Canadá; Beleza sem Crueldade, EUA; Doris Day Animal League; Humane Society of Canada; A Humane Society dos Estados Unidos; e a New England Anti-Vivisection Society. O parceiro internacional da CCIC é a Coalizão Européia para Encerrar Experiências com Animais (tradução)

Foi o escritório brasileiro da Cruelty Free International, em parceria com nomes nacionais, que conseguiu aprovar a lei, em Junho de 2014, proibindo o teste de animais para ingredientes de cosméticos, higiene pessoal e produtos de limpeza em São Paulo e Mato Grosso. A Natura conquistou esse selo em 2018.

Fontes:

http://www.crueltyfreeinternational.org/
https://www.leapingbunny.org/content/leaping-bunny-logo

https://www.natura.com.br/blog/sustentabilidade/natura-conquista-o-selo-leaping-bunny-da-cruelty-free-international
http://aavs.org/news/coalition-consumer-information-cosmetics-leaping-bunny-marks-15-cruelty-free-years-cosmetic-personal-care-household-products/

 

O que é um produto “Cruelty-free”?

Old-BWB-Logo.png

Esse é o modelo antigo dos selos “cruelty-free” e são os mais comuns no Brasil.

O selo “cruelty–free” faz parte do programa “Beauty Without Bunnies” (Beleza sem coelhinhos) da organização internacional PETA (People for the Ethical Treatment of Animals), Pessoas pelo Tratamento Ético dos Animais, em português, uma organização não governamental (ONG) dedicada aos direitos dos animais.

Esse selo indica que:

  1. A companhia e seus fornecedores não financiam testes em animais;
  2. A companhia respondeu um questionário e assinou uma declaração de garantia;
  3. A comapnhia paga para ter a licença de usar o selo; e
  4. No caso do selo que indica “and vegan” que o produto é vegano.

NENHUMA INSPEÇÃO É REALIZADA.

Existem duas formas de escolher seus produtos livres de crueldade:

  1. Pesquisando no site do PETA: https://features.peta.org/cruelty-free-company-search/index.aspx – lá você pode buscar empresas ou produtos específicos. Dessa forma é possível saber se uma empresa testa ou não em animais, ou se um produto específico é ou não testado em animais.
  2. Verificar se o selo “cruelty-free” está no produto que você quer comprar. Caso você busque pelo selo, ele pode ter quatro aparências diferentes. Aqui vale frisar que, algumas empresas mal intencionadas, podem modificar o selo para “parecer” que são certificados quando não são. Então confira se o selo é do PETA e, de preferência, confirme no site.

New-BWB-Logos.png

Esses é o novo layout dos selos “cruelty-free”, ainda incomuns no Brasil.

Sobre o teste em animais: esse é um tema controverso. Mas resumidamente, é bastante comum que as empresas testem seus produtos em animais como forma de garantir a segurança desses produtos para uso em humanos. O problema é que centenas de milhares de animais sofrem diariamente nesses testes. Eles são cegados, envenenados, literalmente torturados até a morte, pois os testes não incluem sequer anestesia, na maioria dos casos. São testes não exigidos por lei e que, segundo o PETA são imprecisos ou enganosos, pois seres humanos tem organismo diferentes dos animais. Por exemplo: um produto que cega um coelhinho, pode ser inofensivo em um ser humano. E um produto que é inofensivo ao coelhinho, pode ser nocivo ao um ser humano. Eu não sou farmacêutica, mas considerando que, a cada dia aumentam mais e mais o número de empresas que estão abandonando os testes em animais, me parece ser bastante razoável a afirmação de que não precisamos desses testes para atestar a segurança de um produto.

A alternativa aos testes em animais, são as culturas de células humanas e estudos de tecidos (testes in vitro), e o uso de “pele” e “olhos” humanos artificiais que  imitam as propriedades naturais do corpo, além de vários órgãos virtuais que servem como modelos precisos de partes do corpo humano. Esses testes são mais confiáveis pois utilizam células humanas para os testes.

Diferenças entre o selo “cruelty-free” e o selo “cruelty-free and vegan”

Tanto a versão antiga quanto a nova do selo “cruelty-free” tem dois selos diferentes, um que é apenas “cruelty-free” e outro que também é certficado como “vegan” (vegano, em português). Essa diferenciação é muito importante, pois imagina-se que um produto vegano necessariamente seja cruelty-free, o que não é verdade, e vamos entender o motivo.

O selo “cruelty-free” indica que que o produto, marca ou empresa não testa em animais, mas ele pode ter ingredientes de origem animal. Um exemplo polêmico recente é a concessão pelo PETA desse selo para a marca Dove, da Unilever (empresa que testa em animais). A marca Dove não testa em animais, e é isso que o selo atesta. Porém a marca Dove utiliza produtos de origem animal, como o sabonete que tem derivados da banha de boi. Portanto, o selo “cruelty-free” atesta que o produto, marca ou empresa não testa em animais, mas não faz menção ao uso de ingredientes de origem animal.

O segundo selo, o “cruelty-free and vegan” indica que o produto, marca ou empresa não testa em animais e não tem ingredientes de origem animal. Portanto a Dove não é vegana e não irá utilizar esse selo nos seus produtos. Um exemplo é a marca de pincéis de maquiagem Ecotools que não testa em animais, nem tem produtos de origem animal (e são os melhores e mais macios e fofos e lindos pincéis que já usei na vida).

Um produto pode ser vegano e não ser livre de crueldade?

Depende do que você encara como vegano.

Sim caso seu ponto de vista se restrinja ao produto analisado. Logo um produto pode não ter nenhum  ingrediente de origem animal, mas pode ser testado em animais.

Não caso você analise toda a cadeia de produção (o que é raro). Mas nesse caso o produto não pode ter ingredientes de origem animal nem ser testado ou ter ingredientes testados.

Há um amplo espectro entre o sim e o não, para a resposta dessa pergunta. Pois se analisarmos produndamente a cadeia de produção de um produto podemos encontrar exemplos de sofrimento animal que não são visto em um primeiro olhar. Por exemplo, a empresa pode comprar os ingredientes de uma empresa que testa, ou de uma empresa que terceiriza testes em animais. Ou pode haver exploração animal em outras etapas como produção ou transporte. Ou ainda, o produto ou marca pode ser “cruelty-free and vegan”, mas estar vinculada a uma marca que testa em animais. Um exemplo é a linha da Kat Von D que é “cruelty-free and vegan” mas se filia à Sephora, que não é e trabalha com marcas que não são como a Bennefit, a Make Up Forever, Urban Decay, etc). Finalmente o produto e a empresa podem ser “cruelty-free and vegan”, mas que não são em outros países, como na China, que exige testes em animais. Um caso famoso é a MAC, que realizou e realiza testes em animais para vender na China, e exclusivamente para lá, pois a China exige testes em animais.

O fato é que hoje é bastante difícil restringir a compra de produtos que tenham toda a cadeia de produção sem nenhum tipo de sofrimento ou exploração animal. Mas existem outros selos que se esforçam nesse sentido. Cabe a cada um realizar suas escolhas de consumo consciente. Atualmente eu fico feliz em incentivar e consumir produtos veganos, para que as empresas (mesmo as que ainda não são veganas) se sintam estimuladas e caminhem mais e mais nessa direção.

Fontes:

https://www.peta.org/
https://www.peta.org/blog/dove-earns-cruelty-free-stamp-of-approval-added-to-beauty-without-bunnies-list/
https://www.dove.com/br/historias-Dove/sobre-Dove/no-animal-testing.html
https://www.maccosmetics.com.br/animaltesting
https://en.wikipedia.org/wiki/Cruelty-free
https://www.modefica.com.br/o-que-significa-de-verdade-o-termo-cruelty-free/#.XBaLD9tKjIU