Meu respeito aos sedutores de plantão

Por que haja paciência (que eu não tenho) prá te conquistar. Tô precisando é me saciar.

pcrj

 

Não tô dizendo que te quero pra sempre

Nem que quero só agora

Vamos com calma

Eu te quero solto

Sem compromisso

Com alma

Gostoso

Um sorriso bobo

Uma palavra voa

E um vinho a acompanhar

Pode ser cerveja se você gostar

Te quero no bar sorrindo

E no quarto sentindo

Entre minhas pernas e gozar

Não importa o tempo

Se dura um instante

Se dura a eternidade

Dura o bastante quanto durar