Quando o destino coopera

Fonte: Pegcar

Fonte: Pegcar

Desde que me mudei para perto do meu trabalho, acalento um desejo: ir de bike pro trabalho. É saudável, é ecológico, e dizem que é libertador. Já andei lendo dicas de quem já usa a bike para se locomover para o trabalho e, como boa virginiana, estou planejando tudo.

Mas com a correria do dia a dia, a falta de uma bike e o pensamento de “depois eu faço isso”, acabei lendo um bocado sobre pedal e não pratiquei nada. Quer dizer, pratiquei sim. Na academia eu já pedalo oito km, dois a mais do que eu preciso para ir trabalhar, quatro a menos do que eu preciso para ir e voltar do trabalho.

Coincidentemente… eu não acredito em coincidência, tudo tem um motivo de ser, e eu ganhei em uma bike em uma rifa [sim, uma vez na vida eu ganhei algo em uma rifa!]. A magrela chegou terça-feira aqui em casa e amanhã estrearei a bonita. Tirando a ergométrica, eu não pedalo há mais de uma década, mas dizem que nunca se esquece como andar de bicicleta. Descobrirei amanhã a veracidade desse dito.

Creio que não terei problemas… Mas já estou deixando o plano reserva: suporte de bike no carro e a Mama avisada de que, talvez, eu precise ser socorrida para voltar para casa. Rs.

Como será que vou me sair?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s