Buenos Aires – Dia 1

Depois de pesquisar muito na net e considerando todas as dicas, especialmente as da Carolina Garcia do Aonde Andei, da Marcelle no Viciada em Viajar e do Ricardo Freire do Viaje na Viagem. Decidi não fazer roteiro para o 1º dia da viagem pois, embora minha previsão de chegada fosse 13h, caso acontecesse algum imprevisto eu ficaria chateada por ter meus planos desfeitos (é, eu sou dessas que gosta de seguir o planos).

SAM_0245

Então meu único plano era chegar e relaxar no hotel! Bom né??? E assino embaixo dessa recomendação por que depois de ficar horas dentro de um avião o humor não estava bom. E as notícias das inundações em BsAs estavam me torturando. Eu já estava imaginando minha tão sonhada e planejada viagem indo água abaixo e eu sendo obrigada a ficar no hotel. Eu sou a deusa da chuva gente! Sempre que decido ir para algum lugar, começa a chover quando eu chego na cidade e para de chover quando eu vou embora. Legal né? Ainda bem  que a chuva era na parte sul de BsAs (bom para minha viagem, não para as pessoas que perderam bens e sofreram).

Voltando à viagem. Chegamos no aeroporto no horário planejado. Pegamos o Táxi Ezeiza, que eu havia deixado reservado pela internet. Paguei em $220,00 e já deixei reservado e pago o retorno (por $180,00) conforme minhas passagens. Escolhi o Taxi Ezeiza depois de entrar em contato com empresas de translado, pessoas indicadas por viajantes, etc. Foi o mais confiável e com o melhor preço.

Levamos 45 minutos para chegar ao Hotel Poetry, e nesse caminho percebi o quanto a direção porteña é agressiva. Eles encostam mesmo minha gente! Medoooo! E eu descobri que é assim sempre, por toda a cidade, então prepara o coração. Não precisamos trocar dinheiro pois eu preferi levar tudo trocado e o VTM (Visa Travel Money).

No hotel fomos recebidas pela Irina que nos disse que nosso quarto estava sendo limpo, então resolvemos almoçar e ela nos indicou o Tea Connection que fica na esquina (saia do hotel, vire à direita e vá até a esquina).

SAM_0248

Sanduiche sem graça…

 SAM_0247

Frango Xadrez delicioso que minha vó comeu.

 SAM_0246

Salada Ceasar (vem com lâminas de queijo gente!)

Tea Connection tem uma vibe natureba e não tem carne. Mas tem chás maravilhosos! A comida é razoável, mas o custo-benefício não compensa, pois é caro para uma comida meia-boca.  Minha melhor descoberta de BsAs foram os chás e infusões. O almoço saiu a $120,00 para 3 pessoas.

 SAM_0252 SAM_0255

SAM_0250

SAM_0258

SAM_0251 SAM_0257

Depois de um almoço leve voltamos ao hotel, paguei e fomos para o quarto que era maior do que eu esperava! Ficamos no Studio 1D, e nas fotos imaginei que seria apertadinho. Nada! Tem muitos armários (couberam, todas as nossas roupas – 3 mulheres), sapatos, objetos de higiene pessoal. A cama é enormeeeee e mega confortável! Eu fiquei no sofá cama (que eles chamam de futon) e quase achei mais confortável que minha cama! O banheiro é fofo, limpinho. A cozinha um charme e completinha, com café, chá, açúcar e temperinhos. Ainda tinha o Ipod (que eu não usei, mas achei fofo disponibilizarem e pode ser útil para outros viajantes) além do o telefone celular local carregado com $20,00. No banheiro tem secador e tudo que um bom banheiro tem que ter. Sou chata com banheiros, mas achei o deles bem conservado. Ganhamos uma garrafa de vinho maravilhosa, seca mas suave, um bloquinho com caneta do hotel e um guia de Buenos Aires e do apartamento que foram muito úteis na hora de adaptar os meus planos. O hotel custou U$155,00 por dia para 3 pessoas. Eu achei barato para o nível, serviço, localização e conforto dele. E recomendo demais que considerem se hospedar por lá.

Observem que lá não tem nosso vinho suave (docinho) mas o suave deles que é quase sem tanino. Então nada de boca de ameixa seca. Adoro!

No quarto desfizemos as malas, relaxamos um pouco na varanda, tomamos banho e resolvemos dar uma caminhada a esmo. Algo exploratório. Nos deslumbramos com a beleza da região que me lembrou muito o Rio de Janeiro. E resolvemos jantar no La Querencia que fica perto (saia do hotel, vire à esquerda, dobre à esquerda na esquina. O restaurante está na esquina do outro lado da rua).

SAM_0262 SAM_0263 SAM_0264

O La Querência tem um ambiente gaúcho. Suas empanadas são deliciosas, com levíssimo toque picante. Os pratos são generosos e saborosos. O atendimento foi rápido e bem simpático. Recomendo especialmente as empanadas.

Como a viagem foi com minha avó nós quase não saimos a noite, o que me obriga a voltar para Buenos Aires para sair à noite. Olha que sacríficio terei que fazer! =D

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s