Arquivo | setembro 2010

Tem dia que a gente faz merda

E hoje foi meu dia….
Anúncios

Porque eu pareço ser séria…

 Este papo é muito sério!

Eu pareço ser séria?

Sabe aquele tipinho boa moça? Direita e comportada? Rsponsável e educada? Discreta e inteligente? Aquela que todo homem quer casar para depois sair de fininho e arrumar quem lhe devore melhor? Pois é. É assim que todos me julgam. Vou me poupar de dizer que também me acham metida e orgulhosa. Bem como arrogante e nariz empinado. Que isso não é coisa que se fale de si mesma (nesse caso não seria de mim mesma?). Mas essa é apenas a primeira impressão, daqueles que não me conhecem e já me julgam antecipadamente.

Séria… Estranho como ninguém quer ser rotulado como sério. Queremos ser legais, divertidos, loucos, bacanas, maneiros, gente boa. Mas quando alguém te fala que você é sério. Sei lá, ninguém se orgulha desse título. Tudo bem ser responsável, direito, correto, educado, gentil. Mas sério? O que faz uma pessoa séria além de ser ranzinza pelos cantos? Por que ser sério inclui aquela ausência cinza de um sorriso que ilumine. Aliás o sorriso sequer é um esboço em pessoas sérias.
Então porque cargas d’água me disseram que sou séria? Sim, eu sou reservada com desconhecidos, e quando me concentro querido, iiiiiii sai de perto porque eu vou pro mundo da lua. Esqueço tudo ao meu redor. Mas quem me conhece (e aqui falo por TODOS os meus amigos, já que TODOS me dizem a mesma coisa) Eu sou super sorridente! Aliás tem hora que minhas bochechas doem devido a esse meu hábito de ficar sorrindo para Deus e o Mundo. Eu sou aquele tipinho bobo que fica rindo sozinho e dá gargalhadas no meio da rua porque lembrou de uma piada! Minhas canjiquinhas vivem expostas fazendo a alegria dos “sérios” e ranzinzas. Além disso eu sou brincalhona demais viu? E adoro uma boa piada (embora perca a piada mas jamais o amigo).
Então não me chame de séria. Nem de boa moça para casar. Que moça prá casar nunca vai fazer sexo decentemente pois isso não pode e aquilo tampouco. E é dependente e cheia de idéias românticas ultrapassadas em suas cabecinhas ocas recheadas de ventanias perfumadas com rosas. Aliás moça prá casar deveria ser um espécime em extinção. Os homens deveriam procurar uma mulher para casar que aí sim eu me candidato. Porque mulher prá casar tem um cérebro dentro da cabeça e um coração no peito (atrás dos seios maravilhosos que ela sabe serem armas de uso letal). E usa cabeça e coração com aquele equilíbrio que ela vive aprimorando (pois ninguém é perfeito né?!). Mulher prá casar é aquela dama divina que se encaixa no ideal dama na rua e puta na cama, mas ela sabe que a dama e a puta são apenas duas faces da mesma moeda, e não personagens diferentes e locais. Afinal há momentos de ser dama na cama, e momentos de ser puta na rua (principalmente dentro do carro, ou no restaurante sem calcinha, ou…).
Portanto se me vir por aí enrugando a testa e parecendo brava, provavelmente minha lente de contato se perdeu ou está me incomodando pois sou míope, ou talvez esteja apenas muito concentrada. Ou talvez eu esteja brava por que alguém me chamou de garota séria e boa moça para casar!