BDSM

Engraçado como as coisas acontecem em nossas vidas. Num momento você está caminhando, certa de conhecer as pessoas à sua volta e, quando menos espera, se depara com a realidade de que as pessoas são mais, muito mais do que antes você poderia sequer imaginar.
Eu conheço a teoria do BDSM há anos. E confesso que já sei diferenciar alguns charlatões dos que realmente vivenciam a prática em sua essencia. Não tive a oportunidade de trazer para a prática o que sei. A beleza que esse mundo carrega é tão inerente e forte quanto seu potencial destruidor. Belo, rústico, ousado, agressivo e gentil. Talvez eu me explique melhor dizendo que BDSM, em sua teoria, é o contraditório encarnado e tornado real.

Mas voltando ao tópico. Esses dias descobri que uma pessoa que amo demais, querida amiga, compaheira de minha alma, conhece o melhor e o pior desse mundo. E essa informação acompanhou o conhecimento de que ela era bi. E essa informação veio tão receosa quanto um animalzinho machucado. Logo ela, uma mulher tão poderosa, receara compartilhar comigo essa informação.
Mas eu sei bem o quanto nossa sociedade preconceituosa e machista diria. Aliás, imagino o quanto de repressão ela já enfrentou, e quanto ainda enfrentará. O quanto já foi machucada, ferida em seus sentimentos mais profundos. Ou talvez não já que agora ela está casadíssima.

Querida amiga, só quero que você tenha certo em sua mente, vida e coração, que eu te amo. Que o tempo e a distância tentarão nos separar, e talvez consigam. Mas meu coração sempre estará ligado a você pelo mais forte e compreensivo dos laços: o amor.

Mesmo que eu tivesse qualquer preconceito contra BDSM ou bissexualidade, o que não é verdade em nenhum dos casos (embora sim, eu seja a baunilha mais curiosa do mundo e claaarooo que vou te fazer horrores de perguntas sobre esse instigante universo, e vc também sabe que uma das minhas dezenas de fantasias sexuais envolva eu, um homem e outra mulher a compartilhar comigo tudo!) eu enfrentaria esses preconceitos para aceitá-la como é. Sem tirar nem por.
Para mim o ser humano é lindo justamente por ser tão único, cheinho de qualidades, defeitos, idiossincrasias. E é assim que eu te aceito como é, que adoro o fato de você usar cartas para se corresponder comigo (embora o Correios nos mate de raiva!), porque eu sempre sonhei com isso. E se você reparar sua confissão servirá para nos aproximar ainda mais, pois a cada dia percebemos o quanto somos parecidas e singularmente diferentes.
Minha linda, acrescento aqui que eu tenho certeza que nosso encontro foi de almas amigas, que já se conheciam desde há muito, e hoje se reencontram em festa e aprendizado.
Te quero muito bem.
Anúncios

Um pensamento sobre “BDSM

  1. é a velha teoria de que cada um sabe a dor e a delícia de ser o que é. infelizmente há quem se julgue no direito de se meter.ser diferente é normal!quem não é?bjs meus.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s