Arquivo | fevereiro 2010

Restaurant Week Brasília – Fred

Ontem eu fui a mais um restaurante participante do Restaurant Week: o Fred. Admito que já faz um tempinho que eu ando paquerando entrar naquele restaurante, mas ele é daqueles que tem uma aparência tão cara que você prende a respiração quando passa na frente dele, com medo de ter que pagar pelo ar que respirou. Rs. então quando eu vi que ele estava no evento, claro que eu não dei escolha para a familia, que me acompanhou de bom grado à esse restaurante.

Para começar a chegada, porque bons restaurantes prestam atenção em todos os detalhes, do início ao fim da estadia do cliente em seu establecimento. E a entrada no Fred é deliciosa pois um garçom o aguarda logo na entrada prá você não ficar com aquela cara perdida. Fui recebida com um sorriso no rosto e um “Sejam bem-vindos!”. Claro que eu me senti muito bem vinda já fui me sentindo em casa. Resolvi ficar no primeiro andar pois o térreo estava um pouco cheio e eu não gosto de muvuca.

Vou fazer um adendo aqui: sabe aqueles restaurantes com aparencia clássica, aconchegante, onde você ensa em jantar com os amigos, com a familia, no casamento? Aquele em que você sepre tem vontade de voltar pois é muito agradável? Esse é o Fred. Um lugar para onde você quer voltar.

Indo ao festival em si, como era sexta-feira e eu podia, resolvi me dar a extravagância de um bom vinho. O Restaurant Week está em parceria com o Casillero Del Diablo, porém esse vinho é seco, e como boa brasileira eu torço no nariz dos enólogos e assumo: eu gosto dos suaves. Aliás já me disseram que vinho suave não é vinho, mandei que a pessoa movesse um processo contra as vinícolas que produzem vinhos suaves e me deixasse em paz. Então pedi a carta de vinhos e dei de cara com o Lambrusco Rosso Amabile, um vinho frisante, tinto e suave. Perfeito para meu paladar.

Para a entrada meu irmão pediu Mini-salsicha alemã cozidas e aceboladas, acompanhadas de mostarda escura e raiz forte, que estavam muito saborosas, enquanto eu, a mama e minha cunhada pedimos Carpaccio regado com azeite extra-virgem, salpicado por pimenta-do-reino em grão moída na hora e queijo parmesão ralado, acompanhado de torradas, igualmente maravilhoso. Confesso que a entrada era grande o suficiente para acalmar qualquer estomago vazio, e incentivava a conversar descontraidamente enquanto saboreava. Acho que ficamos 1 hora comendo a entrada… Rrsrsrsrs


Após degustarmos a entrada pedimos o prato principal, satisfeitos e ansiosos pelo prato principal que foi servido diretamente das panelas (obviamente não onde foram preparados pois estavam inpecavelmente limpas e brilhantes), o que me surpreendeu. Nunca fui servida diretamente das panelas. Mas gostei muito pois além da comida ter permanecido deliciosamente quentinha, ptive o prazer de ver o chef montando o prato, bem ali na minha frente. E sentir aquele cheiro inebriante que surge quando as panelas são destampadas.
Para o prato principal a Mama e a minha Cunhada pediram STEAK AO POIVRE VERT (Filé grelhado e flambado, coberto por delicado molho de pimenta verde, acompanhado de talharim tricolore na manteiga), que estava delicioso mas não se comparava ao meu pedido e do meu irmão: TRUTA À MODA ALEMÃ (Truta cozida e grelhada com molho de amêndoas, champignon e alcaparras, servida com batatas na manteiga e creme de espinafre). Essa truta estava linda (Primeiro come-se com os olhos…), cheirosa (depois come-se o aroma) e extremamente saborosa. Foi uma experiência incrícel que eu, certamene voltarei para desfrutar.

Para a sobremesa a Mama pediu Banana flambada com sorvete de creme, nada espetacular., tenho que admitir que essa sobremesa me decepcionou pois eu esperava que ela fosse flambada em nossa frente, mas não foi, ela veio pronta. O resto de nós optou pelo tradicional Brownie com sorvete de creme e calda de chocolate quente, uma sobremesa onde é difícil errar, e o daqui manteve a fama. Mas acrescentou a delicadeza da calda que estava num ponto perfeito para equilibrar o doce do sorvete e do brownie, o que me leva a crer que era de chocolate meio-amargo (raridade nas caldas aqui em BSB, mas que eu faço em casa por preferir o sabor).

No final da noite o balanço foi muito positivo. Restaurante agradável, serviço impecável e pratos muito saborosos. Com certeza eu volto lá. Meu irmão e minha cunhada já decidiram, inclusive, fazer o aniversáro de casamento lá. Eu prefiro voltar antes para apreciar aquela truta mais uma vez.

Restaurant Week Brasília – Bier Fass

Brasília sedia outra edição do Restaurant Week

Principal evento gastronômico do mundo chega a Brasília e reúne os melhores restaurantes da cidade com menus promocionais

O Restaurant Week retorna a Brasília com menus atrativos para mais uma maratona gastronômica. Essa é uma excelente oportunidade para os apreciadores da boa gastronomia degustarem diferentes opções de menu nos 75 restaurantes localizados em todas as regiões da cidade.

O circuito Restaurant Week nasceu há 17 anos em Nova York e desde então, acontece em mais de 100 cidades ao redor do mundo como Paris, Boston e Washington D.C. No Brasil, após grande sucesso em cidades como São Paulo, Rio de Janeiro e Recife, a Capital Federal recebe sua segunda edição do Brasília Restaurant Week entre os dias 25 de janeiro a 7 de fevereiro. Serão duas semanas de agitação na cidade, uma ótima oportunidade para os gourmets visitarem restaurantes de diversos estilos e etnias espalhados por toda Brasília.

O desafio que o evento impõe aos participantes é o de preparar cardápios diferenciados com entrada, prato principal e sobremesa a um preço fixo, igual em todas as casas onde tem como principal objetivo integrar os melhores restaurantes da cidade, democratizar o acesso a alta gastronomia, gerar novos clientes, incentivar o turismo e colocar o Brasil e suas principais cidades dentro de um roteiro mundial de festivais gastronômicos.

A novidade desta edição são as sugestões de harmonização de bebidas com o menus dos restaurantes, criadas pelas equipes da cerveja Devassa, patrocinadora do evento, e pelos experts da vinícola Concha y Toro, que apóia o Brasília Restaurant Week. Nos restaurantes participantes haverá sugestões de harmonização com diferente estilos da cerveja da Schincariol ou tipos de vinho da linha Casillero del Diablo, da vinícola Concha y Toro.

Escolha seus restaurantes, seus cardápios e divirta-se!

Almoço:
Entrada + prato principal + sobremesa
R$ 27,50*

Jantar:
Entrada + prato principal + sobremesa
R$ 39,00*

* + R$ 1,00 que será revertido em doação destinada a Fundação Nosso Lar de Brasília, entidade que cuida de crianças carentes que foram abandonadas ou afastadas de suas famílias por sofrerem maus tratos.

[FONTE: http://www.restaurantweek.com.br/]

Dando a minha opinião agora, depois de tudo explicadinho, rsrsrs, vou contar que eu estava totalmente sem grana para ir antes e aproveitar TODAS as opções. Então como recebi nessa quarta fui paquerar os restaurantes e cardápios no site, e acabei decidindo por começar pelo Bier Fass.

BierFass
Endereço: SHIS QL 10 Lote 09 – Pontão do Lago Sul – Lago Sul – Brasília
Telefone: (61) 3364-3663
Site oficial: www.bierfass.com.br

Resolvi ir com a Mama já que namorado que é bom eu to sem, e lá fui eu almoçar. A localização do Bier Fass é, sem dúvida alguma, privilegiada em Brasília: no Pontão do lago Sul. Você almoça e relaxa com aquela visão divina do Lago Paranoa. Quem mora em Brasília e nunca foi no Pontão não sabe o que tá perdendo. É simplesmente um lugar fabuloso! Mas voltando ao restaurante, a entrada é linda, com muitas plantas, uma cachira artificial, e lugar para fumantes e não-fumantes. O problema é que os fumantes ficaram com a melhor vista… Mas tudo bem, eu não fumo e não to a fim de ser fumante passiva na hora do almoço.

A entrada era Salada de grãos em barquinha de endívia ao molho verde, um prato exclusivo criado apenas para o festival, e que eu adoraria que fizesse parte do cardápio normal. É simplesmente deliciosa! Leve, consistente, bonita e muito saborosa. Um show. Eu voltaria lá por essa entradinha (numa versão maiorzinha, claro, por que essa deixa um gostinho de quero mais terrível). Combinei essa entradinha com suco de Melancia que eu adoro, mas nunca acho. E ficou perfeito.
Depois pedimos o prato principal, que levou MEIA-HORA para chegar. Sério, um prato não pode levar meia-hora para chegar depois da entrada. A fome aperta! E eu tive que perguntar 3 vezes pelo prato até que o gerente veio me atender. O atendimento foi muito ruim. E meia-hora depois, tcharam! Cega o prato principal.


O prato principal era Escalope de salmão ao molho de limão e tomilho, servido de arroz com brócolis e batata rosti. Depois da meia-hora esperando, confesso que não achei nada espetacular. É difícil alguém errar com salmão, a carne é muito saborosa. Mas sim, estava bem gostoso, derretia na boca, e o molho ficou divino. A batata rosti era simplesmente o acompanhamento perfeito. Nunca tinha comido batatas assim, e fiquei apaixonada. Vou aprender a fazer. Agora o arroz com brócolis não estava bom. Estava gelado. Brrrrrrr. Deve ter sido por que ficou meia-hora esperando o salmão e a batata. rsrsrsrs. E claro vamos à sobremesa.

Eu resolvi comer Mousse de coco verde com calda de goiaba. Prá começar aquilo não era um mousse mas um manjar, aquela textura é típica de manjar e não de mousse. Segundo não estava bem geladinho. Terceiro não achei que a calda de goiaba combinou muito, ou talvez tenha sido porque vei uma ninharia de calda. Pode reduzir a um terço da calda da foto e ver´a quantidade de calda que veio no meu mousse… E não veio essa hortelã charmosa aí da foto não. Traduzindo, parecia que o mousse tinha sido ferido estava sangrando… (tinha uma lasca do mousse que ao tirar da forma eles arrancaram e encaixaram depois… de colocar a calda!). E era um mousse comum. Nada de espetacular.
Minha Mama pediu uma Coca-Cola para finalizar (ela é viciada em Coca) e eu pedi um copo extra, para bicar a coca dela. Só veio um, e por mais que eu tenha pedido outro ele não veio. Muito desagradavel ser ignorada pelos garçons.

Enfim, pode ser que o Bier Fass seja bom, pelo festival não deu prá ver, e tendo como opção o Café Antiquário também no Pontão, vou continuar preferindo o Café Antiquário, onde o atendimento é sempre impecável e os pratos maravilhosos!