LÅT DEN RÄTTE KOMMA IN – Deixe ela entrar – Suécia/ 2007


Consegui finalmente assistir esse filme e recomendo (altamente) esse filme. Delicado, sensivel e de alta qualidade. Essa é a típica produção que nos mostra que bons filmes existem e sempre existirão, desde que você saia do meio “Hollywood”. É um filme de vampiro, de vampiro criança, do primeiro amor. Filme (quase) fofo. Na verdade talvez seja o filme de vampiros mais sutil que eu já tenha visto. Tudo sem crucifixo, sem alho nem caixão.

Sinopse do filme: Oskar, um garoto ansioso e frágil de 12 anos, é freqüentemente provocado por seus colegas de classe mais fortes, mas nunca se defende. O desejo do menino solitário por um amigo se concretiza quando ele conhece Eli, uma garota da mesma idade, que se muda para a vizinhança com o pai. Séria e pálida, ela só sai de casa à noite e não parece ser afetada pelas baixas temperaturas. Coincidentemente, a cidade começa a ser assombrada por uma série de assassinatos e desaparecimentos inexplicáveis. Sangue parece ser o denominador comum a estes crimes, e para um garoto introvertido como Oskar, que é fascinado por histórias horripilantes, não leva muito tempo até ele perceber que Eli é uma vampira. Mas um romance não declarado surge entre eles, e ela lhe dá a coragem para lutar contra seus agressores. Para sempre congelada num corpo de doze anos, com todos os sentimentos e emoções confusas de uma adolescente, Eli sabe que só pode continuar a viver se seguir em frente. Mas quando Oskar finalmente vai para o confronto, ela retorna para defendê-lo usando a única arma que conhece.

SPOILER (Selecione para ler):

Um dia Oskar tá na frente da casa dele, treinando com uma faca pra tentar se defender dos moleques quando aparece uma menina estranha que começa conversar com ele e logo de cara já diz que não pode ser amiga dele. Ela ensina Oskar a ter coragem e diz que pode defendê-lo. E o laço de amizade dos dois vai aumentando, ao mesmo tempo que mortes vão ocorrendo por perto da casa deles. Nós sabemos o que acontece, Oskar quase sabe e a menina não tá nem aí pra quem saiba, ela só precisa se alimentar. Quando Oskar pergunta pra ela se ela é uma vampira, ela só responde que ela se alimenta de sangue. E quando ele pergunta pra ela sua idade, ela diz que tem 12 anos, há muito, muito tempo. E pronto.

O moleque começa a se defender e começa a ficar interessado na menina. Eles conversam por código morse, ela se importta se não está cheirando tão mal perto dele. Detalhes que mostram o interesse mútuo. O legal dessa sutileza que eu disse antes é que não necessariamente é pra esconder nada, muito pelo contrário. O diretor faz questão de mostrar o quanto a vampira precisa do sangue e não se importa. E o quanto ela é uma criança só e não toma cuidado com nada, como deveria. Ou como a gente acha que um vampiro deveria tomar cuidado ao matar, morder e se alimentar por aí.

Postagem alterada após publicação…

Anúncios

Filmes de Terror


Eu AMO filmes de Terror. Assim mesmo, em caixa alta. Coleciono. Por isso resolvi falar deles, que nunca foram explorados por aqui. Em janeiro vou falar deles por aqui, num super post em partes que estou fazendo sobre minha paixão, mas hoje vou resumir um mínimo desse mundo grandioso, amplo e muito criativo.

Faço um aparte que eu curto Terror psicológico e cenas grotescas (que raramente habitam o mesmo filme…). Tenho pavor de serial-killers. Me irrita essa profunda invencibilidade. Adoro gente real atormentada, com violência apresentável… Portanto eu ignoro gêneros como Jason e cia…

Também não vou entrar no campo dos orientais (eles são mestres no terror psicológico). Por lá final feliz não é muito comum… E a ignorância é uma benção…

Então vou falar de filmes que são bem comuns nas locadoras… Talvez não tanto, mas que eu recomendo… Eu, pessoalmente, separo os filmes em 3 tipos:

  1. Filmes de alto nível com história que presta: Definitivamente os melhores filmes. Daqueles que eu sempre pego para re-assistir. Além de cenas fantásticas, com direito a muito sangue, pedaços arrancados, uma história envolve toda essa hemorragia. EX: Colheita Maldita, Nosferatu (original), Resident Evil: o Hóspede Maldito, Pássaros, Red House, Misery, Série: Nightmares and Dreamscapes, The Mist, The Shinning, Dead Zone, Chamas da Vingança, Tempestade do Século, Série: Kingdom Hospital, O Olhar.
  2. Filmes de alto nível com história absurda: São bons para passar o tempo, ou são clássicos. Sabe quando você só quer ver umas cenas bem feitas? Pois é… Por que filme de Terror não precisa de história para ser bom… EX: Colheita Maldita 2, Resident Evil 2 e 3, Beyonder, The Walking Dead, Dawn of Dead, Planet Terror, Carrie, The Cave, Série: Masters of Terror, Silent Hill, O Grito, Cannibal Holocaust, Captivity.
  3. Filmes medíocres sem história: Aqui não vou gastar minhas digitais. Essas porcarias em que o diretor pensa “Vamos fazer um filme de Terror?Não, melhor, vamos fazer um filme de trucidações gratuitas!”. Nem marco nome de filme assim… Mas digo que, se não fosse por Milla, Resident Evil 3 entraria por aqui. Que merda aquele filme! Ele acabou com o jogo (fantástico por sinal), Apanhador de Sonhos, Cemitério Maldito, Cloverfield, Perdidos, Amity Ville, Hostel, Jogos Sangrentos.

E por aí vai… Mas dica de quem já desperdiçou muito dinheiro em locadoras e DVD’s: fuja de títulos com “sangue” no título e/ou capa. Raramente presta. Muito raramente…

É cada coisa que me acontece…

[Dose para tratamento intensivo, por favor…]
June A

Tem pessoas que ressurgem das cinzas. Mas nem todas são como a Fênix. Que renasce, nova, limpa, purificada. Algumas pessoas ressurgem com a cinza entalada até a garganta (ou mais) e resolvem que é interessante cuspir essa cinza na sua cara.
Me explicando. Eu sou uma pessoa calma, tranquila, pacata. Meu mapa astrológico não está recheado de terra a toa. Eu sou estável. Honesta. Quem me vê em qualquer lugar, me vê exatamente como sou. Lógico que às vezes sou mais formal, outras nem tanto. Mas minha opinião não muda de acordo com a(s) pessoa(s) que estão à minha volta. E veja bem, eu raramente fico com uma pessoa. Ainda sou virgem. Considero relacionamentos (sejam eles quais forem) sagrados e invioláveis. Se duas pessoas decidem estar juntas, mesmo que isso me machuque, eu respeito.
E hoje abro meu e-mail e está lá, uma mensagem que nunca imaginei que receberia de quem recebi, um homem que admirava e considerava íntegro. Não à toa fui apaixonada por ele.
Explicando (de novo).
No primeiro semestre desse ano inovei completamente e parti para uma paquera virtual. O cara valia a pena a ousadia, eu achava ao menos. A troca de mensagens foi legal, apimentada até, mas em determinado momento, ele revelou que estava comprometido. Se doeu? E como! Mas a vida é assim mesmo. O problema do virtual é justamente esse. Alguém real pode pegar a bola antes.
Respeito a decisão dele. Troquei completamente o canal. De PAQUERA foi para AMIZADE. Ou pelo menos CONVIVÊNCIA HARMONIOSA. E tudo ia bem… até… Sempre tem um MAS ou um ATÉ, né? Hoje abro minha caixa de e-mail e o que eu encontro? Um frase. Curta. Grosseira. Mal-educada. Fiquei simplesmente chocada. Eu tinha o dito-cujo em alto conceito. Considero ele um excelente profissional. E o considerava um homem de bom caráter. Mas essa ofensa gratuita. Do nada. Meses depois de uma simples paquera, o cara acorda e decide me chamar de piranha???
Não dá pra entender. Tampouco desejo isso.
Mas é extremamente desagradável saber que terei que conviver com um ser tão imprevisível e grosseiro por um tempo indeterminado. Um homem que outrora admirei mas que agora me causa desgosto e tensão, pois não sei mais o que virá dessa fonte. É decepcionante vê-lo revelar uma faceta tão… não tenho palavras. Me surpreendeu. E não foi nada agradável.
Dediquei muitos posts, poemas, noites, sonhos, reflexões, livros, gozos, músicas, e uma outra infinidade de momentos meus a ele. Não me arrependo. Mas me decepciona ver o que ele realmente é.

Cada ser humano é um oceano profundo, que somente o Criador conhece em sua totalidade.

Insensatez…

[Meu Desejo e meu Destino brigaram como irmãos]
Samuel Rosa


Ou precisa-se da Chuva …
Ou se esconda dela…
Ou o mundo que não sacia as expectativas…
Ou será que espera-se de mais?
Muito em pouco tempo, e esse que não passa!
No meio da guerra , do bombardeio, Salvem – se!
Nuvem carregada….Nenhuma gota pra molhar o chão, que seco, clama por acontecimentos.
Pior foi prometer ser Imparcial……. porém Contraditória.
Pelo menos aqui poder dizer e desdizer no mesmo parágrafo….
Sem censura ou regra. alguma…definitivamente é o auge da minha insensatez…
O corpo desacompanha a cabeça que não pára de pensar.
Seria bom esvaziar a caixinha de pensamentos…
mas eles não estão interagindo,
protestam e entrelaçados se confundem.
Aliás….esse espaço apesar de ser publico,
o considero pessoal, privado, recluso.
Silenciosamente as palavras caem em cima do teclado,
e ao mesmo tempo, embaladas
por musicas inspiradoras, conseguem se entender e
formam frases coerentes.
Confuso?
Não!…Sincero.
Mundo capitalista, desfalcado, displicente, esbanjador…
se acabando numa esbórnia sem juízo.
Ser Transparente é ser Sincera. Não importa .
Diga o que se tem para dizer, se isso for para o bem…
Seu ou das outras pessoas…..O faça.
Mesmo que ainda a atitude possa ser considerada enigmática…..
É o caminho mais virtuoso, integro e satisfatório.
Verdades que se perdem, desviando o verídico e abrindo frestas
para um desfrute tedioso e ilusório.
Poupe-se!
Não se vive sem sonhos, e sonhar é permitido, é necessário.
Só não podemos nos perder
num céu perplexo de quimera , onde anseia-se por uma meta inatingível.
( To falando difícil? … Entender é para poucos……)