Eu

[Terei meu próprio par de asas!!!!!]


Por puro mérito ou por indução.
Cujo vôo se levanta
Desses
que me dão a sombra
De onde eu cresço.

Precisarei delas para ir mais longe.
E sempre sigo em frente.
Olhando ao meu redor.

Não é preciso consenso nem arte,

Nem beleza ou idade,

A vida é sempre dentro e agora.
(a vida é minha para ser ousada)
A vida pode florescer
numa existência inteira.
Mas tem de ser buscada.
Tem de ser conquistada.
Assim como tudo
Que existe
de sentimentalidades.
O nascer de um sentir,
Acontece com
o anteceder de um gesto.
Seja ele o mais singelo,
Mas precisa existir.
Fruto de enganos ou de amor,
Nasço de minha própria contradição,
O contorno da boca,
A forma da mão,
O jeito de andar
(sonhos e temores incluídos)
Virão desses que me formaram.
Mas o que eu traçar no espelho
há de se amar também…
Segundo o meu desejo.
Considerando o acaso,
E porque não,
Finalizando com o destino democrático.


[Lya Luft, modificado]