Toque

[De tempos em tempos, ainda que não lhe diga quais são os tempos…]
June A

Toca-me / June A

Adoro quando me tocas
Mas quando me tocares entenda de uma vez
Toca-me ao início como quem tem medo
Como quem se ousa onde não deveria ir
Toca-me delicadamente
Como quem toca a um cristal raro
E delicado
Me toca como quem desvenda um mistério
Antigo e devasso
Santo
Sagrado
Toca-me e descobre-me
Como serpente que te envolve
Em vis desejos
Descobre-me protetora
De tuas mãos, corpo e alma
Descobre-me mulher
Úmida
Gentil
Exigente
E muito, muito
febril.
Apenas toca-me

Anúncios

Um pensamento sobre “Toque

  1. Uhhh… BeLas palavras…Adorei o texto. Logo, logo me deixás a pensar em minha Amada.Como a toco… Boa semelhança…Difícil é enfrentar a distância.Eu Campinas, ela Manaus… Acredito que no começo de Setembro, irei revê-la…Desde de Maio… Saudades…NeKo.MSN: lucenaronald@hotmail.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s