De cama…

[Na horizontal e odiando…] June

“Minha garganta estranha”… Coça, dói, icomoda, arranha, aff! To sem voz caramba! A Mama tá atendendo o cel e virei mimica. Deveria ter aprendido LIBRAS na UnB (se arrependimento matasse estaria morta por não ter me inscrito no curso semestre passado…). Mas Ok, gargarejo com água morna e água oxigenada já me permite soltar grunhidos irreconhecíveis que a habilidade materna vem compreendendo… Rrssrrsrsrsrs

Pior é que ODEIO faltar no trabalho (sou meio workaholic) e não consegui sair da cama sequer. Passei a noite entre febre, preocupação e dores no corpo. Definitivamente sou a pior doente que se conhece, não paro quieta. E a Mama gritando: vai deitar! kkkkk Tadinha, mas ela me ama.

E que situação é essa: na cama e odiando? Aff. Cama sempre é bom. Pra dormir, pra ler, pra escutar música, pra … brincar!!!! Mas quando você é obrigado a ficar nela, sai de baixo! Parece que ela tem urtiga! Mas ficarei, pois sei qu amanhã estarei bem melhor. Pelo menos terei voz (isso me garantiu o médico, e tem que funcionar mesmo, porque gargarejo de água morna com água oxigenada é horrível!). E dá-lhe Trimedal garganta abaixo de 4 em 4 horas. Junto com Xarope, chá caseiro e etc, etc. Nunca saberei o que me curou, se a overdose de remédios, se a vontade de sair da cama, a saudade do pedaço de mal caminho em minha vida, ou sei lá o que…

Chocolate para todos (por minha conta please…).

June