Viver

[Inocente e confiante a caminhar rumo ao destino certo por trilhas desconhecidas]

Vamos vivendo e aprendendo muito.
Erramos, acertamos, ficamos sem saber o que aconteceu no final das contas.
Descobrimos pessoas, somos descobertos.
Descobrimos a nós mesmos.
Sonhamos, ansiamos, desejamos, odiamos, choramos.
É tanta coisa, é pouca coisa.
Ora alto-astral-celeste, ora numa cratera abismal.
Amamos e somos amados… ou não.
Damos foras, recebemos foras.
E continuamos a viver, tentando, tentando e tentando.
Procurando ser felizes, cada um do seu jeito.
Cada um em um tempo, mas sempre tentando acertar os ponteiros com alguém.
E no final das contas descobrimos que o bom mesmo é simplesmente tudo isso, tudo que faz parte da vida, todo o positivo e o negativo que nos constroem, transformam, lapidam.
Somos o que somos pelas experiências que vivemos.
Então vamos fundo, de cabeça, de lado, de bumbum, seja como for.
O importante é viver.
Tentar.
E entender que nossa busca se resume em si mesma.
Em buscar, pois quando acharmos aquilo que tanto buscamos e sequer sabemos o que é, descobriremos finalmente o oposto de uma das únicas palavras sem oposto em qualquer língua deste planeta:

VIVER!

Photo By: Achado na pasta particular do meu irmão…
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s