Quanto você ama?


Quem você ama mais?
Quanto você ama?
Quando o amor acaba?

O que essas três perguntas tem em comum?
Amor?
Sim, também…
Mas o principal nas três é a tentativa de mensurar o imensurável.
Amor é amor. Ponto final. Acabou.
Não tem essa de amo mais fulano que beltrano.
Como medir isso?
Ahhhh…

“Por favor dois kilos de amor para minha irmã chata, uma tonelada para mamãe e 200g para o porteiro que me diz, educadamente, bom dia todos os dias…”

Ou talvez…

“Eu te amo 8 kilos, duzentos e setenta e tres gramas. Mas pode diminuir se você continuar a fazer esse tipo de pergunta chata…”

Ou ainda…

“Sorry, sua cota de amor acabou. Pegue a senha, anote o número de protocolo
e aguarde essa Fila Divina para bater um papo com Deus e ver se Ele aumenta sua
cota de amor…”

Aff…
Imagina só as pessoas medindo amor e delegando a quantidade necessária a cada pessoa que conhece.
Sem noção né?
Amor é assim… Amor sabe?
Como todo sentimento não dá prá medir, só dá pra sentir, viver, ansiar.
Nada de Exatas, só rola Humanas aqui.
Subjetividade a mil.
Não se sabe bem quando começa, mas certamente não tem fim.
Um lance paradoxal que só quem sabe O Que é Deus será capaz de definir com exatidão…
O problema é ninguém por aqui, neste planetinha chamado Terra, também conhecido por Lar, Gaia, etc, sabe a resposta para a grande questão…
Mas quem ama bem sabe que seu amor é maior que tudo, algo compartilhado com Deus. Sentimento Sublime esse, que torna sublime quem o sente.
E quer saber o barato do amor? Como dizia Patch Adams ele é contagioso.
Começa contagiando nossos sentimentos pelas pessoas e coisas à nossa volta, tornando tudo mais bonito, charmoso, simpático e possível [É, o amor gera essa sensação Napoleônica de poder mudar o mundo].
Depois ele começa a contagiar os que estão à nossa volta. [Eles acham graça, e invejam, nossa boba felicidade no início, mas depois querem sentir o que sentimos também].
Finalmente ele inicia a famosa Corrente do Bem, aquela mesmo, do filme. É como no Segredo, mas sem tanto segredo assim… [Gente feliz atrai gente feliz e torna a gente a sua volta mais feliz…].
Lei de Ação e Reação para uns. Karma para outros. Destino.
Dê o nome que desejar. É seu direito.
Decida que amor fará parte de sua vida, pois como todo sentimento ele não depende dos outros, mas de nós mesmos para fazer e acontecer. Então decida. Experimente!
Experimente amar.
Não como uma calculadora do amor, calculando porcentagens, quantidades e tempo.
Experimente amar como Ser Humano. Amor que vem de dentro, que não depende de nada além de nossa própria vontade de amar.

Amar pelo amor e pelo amor, amar. [June Alves]