Bem-me-quer, mal-me-quer

Já me feri no espinho daquela flor
Já lhe dei beijos que marcaram nosso amor
Queria ser Romeu e Julieta no passado
Um sonho épico que eleva o ser amado meu bem
Lhe dei amores, venci rumores
Dessa moçada careta
Que não quer saber de amar, porém
Nunca amei ninguém, mas você é quem?
Eu que ando criando em meus sonhos
Castelos de areia
Nunca amei ninguém, mas você é quem?
Me afogava num mar de ilusão
Sou sua sereia
Já lhe dei flores que brotaram em meu jardim
Você brincou de bem-me-quer mal quer
Saber de mim
Anúncios

Um pensamento sobre “Bem-me-quer, mal-me-quer

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s