Reflexão sobre ontem…

Hoje eu precisaria não precisar….
A luta diária pela manutenção da própria sanidade liberta da sedução envolvente do amor que sufoca, enlouquece, acalma e desespera, numa constante batalha pelo poder que envolve o raciocínio e a emoção, e que resulta no controle de mim mesma.

São muitas palavras e poucas explicações.
Muitas emoções e poucas ações.
Muito eu e pouco você.

Se eu te contasse o poder inconsciente que exerce sobre mim, o que você faria?
O que faria com a valiosa informação da minha sobriedade e seriedade ameaçadas pela sua tranquilidade e sorriso?
Ou sobre como seu sorriso me ilumina o dia e alonga a infinita noite?
Como reagiria diante da batalha que ocorre dentro de mim e que atinge o auge em sua presença?
Se soubesse do sonho pesadelo? Da vontade de te tocar e sair correndo?
Cuidar e machucar? Amá-lo e odiá-lo?

E cada parte de você
que chama por eu
que clamo você
que provoca eu
que imploro você?