Angústia

Que angústia é essa que me consome?
Sem saber o que se passa contigo?
Em sua mente?
Que angústia é essa que me queima?
Essa ansiosidade de não saber o que pensas?
O que sentes?
Que angústia é essa que me eletriza?
Nesses sonhos que você permeia sem perceber?
Nesses momentos de admiração muda e desejo cego?
Que angústia é essa que me entristece?
Ao saber que não estás aqui, comigo, ao meu lado?
Que não é meu seu olhar, seu toque?
Que angústia é essa que me faz sonhar?
Pensar?
Refletir?
Sorrir?
Chorar?
Tudo em antecipação de você.
Do momento que a angústia se encerrará
E levará consigo a luz ou as trevas,
O sorriso ou o choro,
A dor ou prazer…