Não me deixa assim

Aqui estou eu,
Pronta para enlouquecer,
Mas não fico escrevendo…
É nisso que dá a mania das letras,
do papel,
dos sonhos,
do amor.
Aliás, pensava eu
Que este último não bateira mais a minha porta…
Mas tudo bem,
sigo minha vida tentando desvendar
tudo isso que me rodeia,
confunde,
liberta,
anseia,
desespera.
Deixa assim…
Luxuria, desejo e tesão.
Amor, loucura e razão.
Pele, cheiro e sons.
Inocência, sorrisos e perdição.
Eu na tua
Você na rua
Eu tão nua
Você na lua…
Deixa assim como está…
Melhor não pode ficar
Ou nunca desejarei morrer
E correr o risco de perder
Tudo que sinto em mim
Tudo que ocorre assim
E assim.

Por June Alves

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s